Hudson Sander

Criar seu atalho



BuscaPT.com - Directório de sites em Português



Point dos Amores

Portugal e outros paises ja podem adquirir os produtos do Point dos Amores

clique aqui e saiba como




O subconsciente e os relacionamentos afetivos

Dr. Hudson Sander

Escrito por Hudson Sander

Saudações a você meu amigo, minha amiga leitora, a você admirador do trabalho que vem nos acompanhando desde 2010 e com a sua participação e interesse contribui consideravelmente para o crescimento do Point dos Amores. Todos os artigos do Point dos Amores tem por finalidade agregar valores e incentivar as pessoas independentemente do nivel de escolaridade e de classe social a se tornarem auto pesquisadoras do comportamento humano e assim buscar o auto aperfeiçoamento.


Nossos artigos trazendo sempre uma sintese dos diversos assuntos do comportamento humano das areas da ciencia, psicologia, parapsicologia, metafisica, fisica quantica e espiritualidade propicia ao leitor um aprendizado rápido de temas que a principio parecem complexos, mas com o estilo de linguagem de Hudson Sander a explicação e a pratica tornam-se coisas de simples entendimento.


Seja bem vindo(a) e uma excelente leitura.

Point dos Amores

 

 O que é o subconsciente

 

Todos nós temos um cérebro físico e um cérebro não físico, semelhante ao computador que possui um hardware que é a parte física da maquina e um software que é um programa instalado que faz as coisas funcionarem.

 

Não podemos pegar e nem sentir um software, mas temos a consciência de que ele existe e conseguimos utar muitas tarefas com ele. Assim é o subconsciente, é uma área não física ligada ao cérebro humano que sabemos de sua existência, utamos quase todas as tarefas da vida humana por ele, mas não podemos pegar nem tocar.

 

Evidentemente que esta explicação é a mais resumida possível para que um grande numero de pessoas consigam compreender o que será abordado neste artigo.

 

Só para se ter uma ideia o subconsciente ele não é o cérebro não físico falado acima, mas sim um fio que se conecta não só ao cérebro não físico da pessoa, mas também ao conjunto de formas-pensamento criados pelas pessoas de todas as épocas do planeta.

 

Todos os seres humanos ao pensarem, sentirem e agirem sobre qualquer coisa libera uma carga de energia no ar que vai se somando a outras energias semelhantes, formando um arquétipo ou um egrégora dependendo da intensidade da energia. E sempre estas energias são formadas e elas possuem um certo nível de inteligencia que quanto mais denso fica maior é a vontade própria destas energias que para facilitar o entendimento, chamarei de formas-pensamento.

 

São estas formas-pensamento que dão corpo ao que conhece-se como inconsciente coletivo (também podemos falar subconsciente coletivo).

 

Vamos a um exemplo prático. Uma pessoa mora em uma vizinhança muito violenta onde acontece assassinatos, roubos e toda ordem de barbárie e crimes menos  chocantes. Cada ação desta lança na atmosfera uma espessa cortina de energia que vai se somando, se somando até criar uma forma-pensamento capaz de causar interferências no cérebro das pessoas que ou transitam ou vivem no local.

 

Aqueles que não tiverem uma estrutura mental formada para desníveis de conduta experimentarão sentimentos de medo cada vez mais constantes devido ao choque interior do seu código moral com a forma-pensamento do lugar. Já aqueles que já possuem uma personalidade subconsciente sem um código de moral bem definido começa a se harmonizar com a forma-pensamento do lugar e a praticar atos de criminalidade.

 

Se você ainda não esta convencido de que as formas-pensamento podem interferir eletromagneticamente no cérebro das pessoas e as conduzirem a fazer atos que por fim tem a única finalidade de alimentar mais esta forma-pensamento que como disse anteriormente possui inteligência própria vamos a mais um exemplo prático.

 

Você se nunca foi certamente já teve a oportunidade de saber o que acontece em bailes funk e casas noturnas de strip-tease onde as pessoas ficam com uma inclinação quase que irresistível de externar todos os impulsos sexuais reprimidos pelas convenções sociais.

 

Nos bailes funk boa parte das mulheres sentem a necessidade de deixar aflorar a libido de forma a satisfazer-se sem sentir culpa das convenções sociais dizerem que não é correto as mulheres se envolverem sexualmente com mais de um parceiro, o choque da convenção social com a personalidade inconsciente da mulher é que faz a libido vir a superfície como lava vulcânica.

 

Tem um adágio popular que será ajustado para o contexto do artigo que diz: “Fogo morro acima, enchente ladeira abaixo e mulher no aflorar da libido são forças da natureza as quais ninguém consegue exercer controle sobre elas”.

 

E com relação ao comportamento dos homens quando estão em casas de strip-tease se aplica a mesma regra e no parágrafo seguinte será apresentado o porque que as formas-pensamento conseguem causar interferências eletromagnéticas tão fortes na psique da pessoa a ponto dela ignorar plenamente as convenções sociais.

 

O ser humano, isto já está cientificamente comprovado, é produto de uma reação química proveniente dos minerais combinado com aspectos animalescos.

 

 Quanto a natureza animal do ser humano, quem apresenta a melhor explicação são os anais das chamadas ciências ocultas que diz que o ser humano é a materialização do quarto estágio da criação onde os três primeiros são os minerais, vegetais, e animais respectivamente. E devido ao fato de possuir um intelecto o ser humano a cada geração consegue regressar com toda ênfase ao terceiro estágio, o estágio animalesco, ou seja, em síntese o ser humano nada mais é do que um animal intelectual.

 

Ainda discorrendo sobre os ensinamentos vindos das ciências ocultas, há a abordagem de que o ser humano só conseguirá avançar ao nível espiritual no dia em que ele – o ser humano – conseguir superar sua natureza animal (instintiva) e viver usando naturalmente o equilíbrio da razão e da emoção no seu diário viver.

 

E considerando correta esta premissa podemos concluir que os insts sexuais do ser humano sem o uso equilibrado da razão e da emoção estão um pouco abaixo dos animais porque os animais só lançam mão do sexo no momento da procriação. (Recomendo a leitura de um outro artigo de minha autoria  O maior segredo de todos os tempos sobre o sexo).

 

E como pelas convenções sociais o ser humano não pode sair por ai extravasando sua natureza animal ele gera uma forma-pensamento individual inconsciente fruto da repressão das convenções sociais e quando chega em lugares onde as formas-pensamento coletivas possuem a mesma natureza de sua forma-pensamento individual a força externa “puxa para fora” a força interna, isto como recentemente é visto é que faz nas baladas algumas namoradas quando os namorados vão pegar cerveja ou ir ao banheiro beijar na boca outros homens os quais nunca viu e permitir com que estes acariciem suas partes intimas sem raciocinar que a qualquer momento o parceiro pode aparecer e ela ficar na “saia justa”. Há casos em que mulheres casadas também adotam tais posturas.

 

Estas condutas completamente as avessas das convenções sociais são fortes indicativos de que o universo interior da pessoa vibra em desarranjo com a harmonia cósmica e quando ela está em locais onde as formas-pensamento coletivas são semelhantes as formas-pensamento individual acontece o que Daniel Goleman no livro Inteligencia Emocional classifica como sequestro emocional onde a mente consciente (a responsável por avaliar as consequências de nossas condutas) fica temporariamente fora do ar.

 

Quase todos os impulsos nossos são inconscientes

 

Neste tópico convido você meu amigo leitor, minha amiga leitora a raciocinar matematicamente comigo para que juntos possamos investigar a validade do que está sendo dito.

 

Desde os 03 meses de gestação até algumas horas após a chamada morte o cérebro humano registra absolutamente tudo que acontece ao redor sem interrupção alguma. Muitos traços de personalidade que mais tarde serão externados pela pessoa começam a ser formado dentro do útero materno assim que o cérebro se forma.

 

Investigue o que será dito a seguir e se surpreenda. No período de gestação se a mãe tiver se comportando como se a gravidez fosse um fardo e mentalizando coisas ofensivas em relação ao bebê, dificilmente a relação desta mãe com o filho ou filha será boa porque o cérebro do bebê registra tudo e ele ainda não tem condições de processar reações a insultos, mas bem mais tarde quando o cérebro dele estiver pronto para reagir a uma ofensa ai sim as lembranças da gestação comandaram os impulsos de rebeldia contra a mãe, e muitas das vezes as mães não sabem o porque de relações conturbadas com os seus filhos, mas quando elas tomam ciência deste aprendizado elas conseguem perceber a dimensão da lambança que fizeram durante a gestação.

 

Mas nada está perdido, se a mãe começar a externar amor, realizar atos de carinho E DIZER, VERBALIZAR que ama o filho ou filha e coisas do tipo estas conexões inconscientes se cortam.

 

A personalidade humana às vezes é entendida como complexa porque muitos não conseguem ligar as reações das pessoas ao fato que levou-as a ter tais atitudes.

 

Depois do cérebro do bebê registrar absolutamente tudo que aconteceu ao seu redor PRINCIPALMENTE OS PROCESSOS MENTAIS E EMOCIONAIS DA MÃE enquanto estava no útero da mãe, agora do lado de fora é hora de registrar as experiências emocionais que ocorre dentro de casa.

 

E sendo positiva ou negativa as emoções todas elas ficaram registradas no cérebro da criança no subconsciente e tais registros serão ativados sempre que houverem estímulos externos ou formas-pensamento que tragam a tona tais registros.

 

Passados os primeiros anos  de relação familiar, é hora da criança começar a registrar as experiências da escola, o relacionamento com os coleguinhas e com a professora.

 

Por fim, um dos últimos registros realizados antes do ser humano mediano fechar as portas do subconsciente para novos aprendizados dá-se na adolescência, nesta fase que ele arremata todo o seu código interior pelo qual ele vai sempre até o final da vida (ou se ele ou ela for mente aberta irá se abrir a novas experiências na vida adulta) sempre consultar antes de tomar qualquer tipo de decisão desde a roupa que vai vestir até o emprego ou casamento no futuro. Quer conhecer seu futuro observe o que entrou na sua mente no passado.

 

Uma coisa que é muito óbvia do porque que a pessoa se fecha a novos aprendizados e mesmo depois de adulta a personalidade de quase todos os adultos são de adolescentes envelhecidos, é porque desde a gestação até a adolescência o subconsciente de quase todas as pessoas registra consideravelmente muito mais coisas negativas do que coisas positivas. Chega um momento que inconscientemente a pessoa não suporta lidar com tanta carga emocional negativa que ele não se permite aprender nada de novo.

 

Razão pela qual na vida adulta assumimos uma postura de preguiça mental tão grande que absolutamente tudo que fazemos é impulso no nosso subconsciente que analisa os registros da infância e adolescência e passa para a nossa mente consciente um relatório dizendo “pelos meus cálculos faça isso ou faça aquilo” e até as vezes “deixe de fazer isto ou deixe de fazer aquilo”.

 

A natureza dos vícios dos adultos está no bloqueio mental que a pessoa involuntariamente faz que proíbe o subconsciente de se abrir para novos e diferentes registros ao passo que tenta resolver questões da vida adulta com a combinação de registros mentais da infância e da adolescência e como não acha uma resposta a altura (e não vai achar mesmo) entra em processo de frustração que mais tarde pode virar depressão por não encontrar resposta ou êxito para novos problemas.

 

A vida ela é feita de ciclos. Cada ciclo é feito de épocas e em todas elas há experiências novas e únicas de aprendizado, razão pela qual mesmo que a experiência não seja bem sucedida devemos estar totalmente abertos para a transformação. Quando você se permite novos aprendizados o seu subconsciente estará sempre buscando se aprimorar e isto acontece no piloto automático.

 

Mas quando você se fecha, o seu subconsciente entende o comando da seguinte maneira: “Tenho que me virar com o que tenho” e a consequência é o aumento da sensação de frustração e a cada vivencia quanto mais você bloquear o seu subconsciente de registrar os aprendizados, maiores serão os resultados de fracasso.

 

A postura mental mais indicada para utilizarmos o máximo os efeitos positivos do poder do subconsciente é encararmos a vida assim como encarávamos quando tínhamos nossos 03 a 04 anos de idade, onde tínhamos a convicção de que não sabíamos muita coisa sobre a vida e nos dispúnhamos a aprender o máximo de coisas possíveis sem se preocupar se algo ia dar errado ou certo a nossa preocupação era APRENDER e extrair o máximo de experiência da situação.

 

Hoje todos vivem com medo de fracassar e acabam fracassando. Antes quando éramos crianças tínhamos vontade de aprender a conseguir e conseguíamos. De lá para cá o que mudou?

 

Escolhemos o perfil de nossos companheiros(as) na infância

 

Algo muito interessante quando se analisa os acontecimentos de nossa vida adulta e nos damos conta de que a raiz de quase todas as nossas escolhas, sejam elas acertadas ou equivocadas encontram suas raízes ou na infância ou na adolescência. Grande parte de nossos sucessos ou fracassos encontram a sua construção na infância fruto de nossas impressões sobre o mundo.

 

No caso dos relacionamentos afetivos, todo o perfil dos companheiros ou companheiras que uma pessoa encontra na vida tem o inicio do desenho mental logo após os 07 anos, para ser mais exato com a proximidade dos 09 anos de idade, quando a criança agora já um pouco crescidinha começa a querer entender o porque duas pessoas se relacionam entre si, isto é, desejam entender porque que as pessoas ficam, namoram e casam e quando este desejo de tentar entender a impulsiona a tentar também buscar o seu namoradinho ou namoradinha e os fracassos ou sucessos começam a acontecer todo o perfil de companheiro ou companheira começam a ser impressos na mente subconsciente.

 

Uma pessoa muito oprimida, frustrada e rejeitada na infância tem a tendência quando adulta a só se envolver com pessoas que de uma forma ou de outra a faça experimentar os dissabores da rejeição, da opressão e da frustração e se por um capricho do destino a pessoa conseguir arrumar uma pessoa para uma relação afetiva que seja integra e equilibrada, ela mesma dá um jeito de fazer algo que leve o relacionamento para o caminho da frustração e da rejeição e isto tudo a pessoa faz a nível inconsciente.

 

Você meu amigo leitor, minha amiga leitora, pode fazer uma auto analise para checar se o que foi dito anteriormente procede. Pegue um pedaço de papel e anote os traços de personalidade, positivos e negativos de todas as pessoas com as quais você já se envolveu na vida, vale também anotar os traços de personalidade do esposo ou da esposa, do namorado ou da namorada. E depois de feito isto, busque tentar lembrar o que se passava pela sua cabeça quando você tinha de 08 a 12 anos, quais eram os seus medos e anseios e verá com assombro o que suas anotações no papel irão lhe mostrar.

 

O nosso subconsciente muitas das vezes nos prega peças e traz a tona coisas que considerávamos enterradas devido ao fato que diferente da mente consciente, o subconsciente não faz distinção de passado, presente e futuro, todas as lembranças são um eterno agora.

 

Mas não é preciso desesperar, apenas comece a policiar as suas inclinações e sempre que estiver diante de uma situação embaraçosa e esteja meio confuso, sempre se pergunte: “É realmente isto que eu quero para minha vida? Porque estou fazendo, pensando e sentindo tal coisa? ”. Com perguntas simples você de forma assombrosa conseguirá quebrar o fluxo de automatismo de sua mente subconsciente, pois ele processará as perguntas baseada em dados novos e recentes e não reprisará eventos dramáticos do passado.

 

A adolescência e os traços de personalidade

 

A adolescência é como se fosse o TCC (trabalho de conclusão de curso) da personalidade humana quando o assunto é relacionamentos afetivos, pois como dito anteriormente as pessoas adultas medianas bloqueiam o seu subconsciente impedindo que eles se abram para novas experiências, e a maioria das respostas aos estímulos externos o subconsciente destas pessoas dão baseado nos registros da infância e da adolescência.

 

Atualmente as construções da personalidade dos jovens (escrevo estas linhas em 16 de janeiro de 2015) estão medonhas e nem a mente mais diabólica de 200 anos antes poderia imaginar tamanha podridão e deterioração da formação de caráter tanto de garotos quanto de garotas. A inversão de valores, o sepultamento do conceito de família, a forma sub-animalesca de reprodução da espécie onde tudo é feito por e pela ilusão de algo que não existe.

 

A juventude da metade da segunda década do século XXI vive única e exclusivamente para se viciar cada vez mais e extravasar toda forma de bestialidade e desvios sexuais imagináveis sem sequer se preocupar com questões nobres e a única preocupação é conseguir uma ocupação que remunere bem para manter a vida e os vicios. Os poucos jovens que não se enquadram neste contexto tem como única preocupação existencial a satisfação do ego.

 

Há um outro artigo de minha autoria “Conteúdo proibido sobre sexo explicito” onde faço pesadas criticas e uma projeção matemática e detalhada de como terminará esta geração que está fazendo com que os estudiosos bíblicos sintam vontade de pedir desculpas pelos maus pensamentos aos personagens bíblicos de Sodoma e Gomorra.

 

E estas formas-pensamento que estão sendo construídas impulsionará a sociedade atual para um abismo sem precedentes, já que a influencia eletromagnética destas formas erradas de pensar, sentir e viver a vida estão sendo sentidas em níveis cada vez mais intensos por uma gama incontável de pessoas e isto não é bom.

 

Diante de tudo que foi abordado neste artigo ate o presente momento é possível fazer um exercício mental e compreender o porque que os órgãos oficiais com suas estatísticas estão notando um numero cada vez mais crescentes de solteiros na sociedade.

 

A vida adulta e o arrefecimento do sentimento de amor

 

A derrocada da nossa sociedade moderna, no que diz respeito aos valores humanos está fazendo com que o quadro do desaparecimento do amor das relações afetivas ganhem cores “em alta definição”.

 

No meu livro digital (e-book) Mestre em Sedução, no primeiro capítulo onde apresento os 7 vilões que inibem o poder de sedução de uma pessoa, chego a abordar sobre o medo da pobreza de forma muito incisiva e reflexiva, mas só para abrilhantar o contexto desta abordagem irei resumir algumas considerações feitas no e-book acima citado.

 

Em um dado momento da historia recente da sociedade ocidental, considerável parte das mulheres começaram a desenvolver uma cultura de só se entregar a homens que possuem potencial para “banca-las” ou sustenta-las e realizarem os seus caprichos e muitas das vezes dissimulam estar imbuídas de sentimentos nobres para alcançarem a ilusória sensação de que suas vidas estão resolvidas.

 

Por outro lado, não menos culpados se encontram considerável parte dos homens que desenvolveram, após tomarem ciência da realidade mencionada acima a cultura de só entender as mulheres como objeto. Nos tempos atuais o homem que resolve entender as mulheres não como objetos, mas sim como seres humanos são considerados tolos e desconectados da realidade.

 

E no final os relacionamentos afetivos acabam por se transformarem em convenções sociais, em pleno século XXI d.C constata-se um retrocesso conceitual a época do medievo onde os casamentos eram apenas mais uma extensão da vida comercial humana, só que com uma drástica diferença, pois enquanto na idade média os casamentos eram baseados no intuito de se somar as posses das duas famílias e assim ampliar o poder, nos tempos atuais os casamentos são baseados no intuito de dizer a sociedade que se está intimamente realizado, mesmo que ambos os noivos não sintam absolutamente nada entre si. Hoje constroem castelos sobre areia movediça.

 

O medo da pobreza faz com que grande parte da sociedade moderna sacrifique a realização pessoal em prol de se viver a ilusão de aceitação social.

 

A derrocada da sociedade moderna é fato iminente e o que pode ser feito, seja pelo autor deste artigo, seja por você meu amigo leitor, minha amiga leitora é retardar o instante final da queda de nossa sociedade porque a cada mudança de atitude e de paradigma impactamos a realidade a nossa volta e se começarmos a resgatar o real sentimento do amor fraternal dentro de cada um de nós conseguiremos iluminar todas as pessoas a nossa volta e sutilmente eles também irão se envolver com as ondas sutis que você pode emanar.

 

Lembre-se quanto mais você externar amor, seja com seu animal de estimação, seja com as plantas ou pessoas próximas mais você conseguirá impactar a sua mente subconsciente de forma a fazer com que você se aproxime de pessoas de ideais elevados ao mesmo tempo em que afasta as pessoas tóxicas de perto de você.

 

 

Algumas formas de desligar o piloto automático

 

Não importa a sua idade biológica ou condição social, nunca é tarde para começar a usar os poderes do subconsciente de forma a transformar consideravelmente a sua realidade e interna e depois de um tempo a sua realidade externa.

 

O primeiro e mais importante passo é você buscar se harmonizar com o Universo. E o primeiro exercício é comece a olhar mais para o céu. Comece a analisar o que está sobre a sua cabeça. Lembra que lhe foi ensinado no inicio do artigo que o subconsciente registra tudo e a cada acontecimento ele busca registros para justificar alguma ação nossa?

 

Pois bem, quando você olha para o céu o seu cérebro começa a contextualizar o que você está vendo com o local onde você está e o seu momento de vida. Se você olhar e estiver de coração aberto você vai aprender que há algo chamado intuição e na busca sobre o entendimento das coisas a intuição é superior a vários google. A intuição tem o poder mágico de descarregar no cérebro informações grandiosas sobre o Universo.

 

Você olhando habitualmente para o céu, mesmo que seja apenas 05 minutos por dia ou por noite já acarreta mudanças profundas e positivas em sua psique. Pessoas que olham constantemente para céu dificilmente conseguem pensar, sentir e agir com bloqueios. O céu é imenso demais para o subconsciente ter coragem de ousar limitar suas ações baseados em fracassos do passado.

 

E de forma inacreditável dos mais de 07 bilhões de seres humanos no planeta Terra atualmente, quase ninguém possui este habito de olhar e deixar a curiosidade humana fazer o resto. Muitos passam décadas de suas vidas sem olhar para o céu no sentido de contemplar e analisar o quanto é grande o que está sobre nossas cabeças.

 

A prática de olhar para o céu constantemente tem o poder de serenar o coração e assim levar a pessoa para o segundo passo na tarefa de desligar o piloto automático que o faz agir baseado em registros inconscientes de experiências passadas e permitir com que a pessoa viva “de mente aberta” todas as fases de sua existência e assim colocando o subconsciente como um escrivão que anota tudo da melhor forma possível  e não como um bibliotecário que registra tudo que é história e sempre que possível pega nas prateleiras da mente os livros tenebrosos das experiências passadas.

 

Quando se olha periodicamente para o céu, logo vem aquela pergunta que Inteligência ou Força criou tudo isto e a cada indagação o coração serena mais e mais. Neste instante é que se faz muito importante a pessoa também adquirir o habito de acreditar em coisas nobres, em coisas elevadas. Tentar ver a vida como uma parte em movimento que esta conectada com absolutamente tudo aquilo que está sobre nossas cabeças.

 

O Universo é imenso demais para que aprisionemos nossa mente em eventos frustrantes do passado. Aquele que tem fé que exercite ela. Muitos questionam a validade ou não de certas crenças, mas todos concordam que aqueles que acreditam em coisas elevadas e possuem ideais nobres vivem psicológica e emocionalmente bem melhor do que pessoas que só tem os fracassos do passado para acreditar.

 

Atitude mental, este é o segundo passo para liberar as potencialidades de sua mente.

 

Terceiro passo. Ter em mente que todo dia é um dia único na criação do Universo e você tem que se harmonizar diariamente com o Todo, pois a dança da vida tem diariamente o bem e o mal bailando de mãos dadas nutrindo toda a experiência humana e para absorver vibrações positivas tem que estar em movimento, mesmo que seja mental e para absorver vibrações negativas basta ficar parado.

 

 

Por fim, mudando sua forma de viver o dia a dia, e vivendo conscientemente um dia de cada vez você consegue harmonizar o seu subconsciente com o Universo e sua vida muda, muda, muda radicalmente e para melhor.

Artigos de Hudson Sander

O espiritualista moderno | O subconsciente e os relacionamentos afetivos | Sim é possivel libertar-se do carma pela meditação | Energia, consciencia e relacionamentos | Alerta sobre os riscos da inversao de papeis durante o sexo | Analise extrafisica da homossexualidade | O maior segredo de todos os tempos sobre o sexo | Porque as pessoas sao infelizes ao viver a felicidade | Multi existencialismo nos relacionamentos afetivos | Leitura da reencarnacao dentro dos relacionamentos afetivos | Dia a dia no relacionamento a dois: realidade vs. ilusao | A realidade social dos relacionamentos | Conteudo proibido sobre sexo explicito | Você está realmente preparado para amar? | Verdades ocultas sobre o mundo da sedução n.3 | Verdades ocultas sobre o mundo da sedução n.2 | Verdades ocultas sobre o mundo da sedução n.1 | Segundos fatais: quando seduzir se torna um crime de morte | Segredos para seduzir intensamente sua namorada | Segredos para seduzir intensamente seu namorado | Relacionamentos doentios | Que tal se desfazer dos seus medos do passado? | Prostituicao mental | Porque é tão facil homens enganar mulheres | Porque é mais fácil ainda mulheres enganar homens | Parceiros que mentem | Os perigos da carência | Os benefícios da vida a dois | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.7 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.6 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.5 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.4 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.3 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.2 | Os 7 pecados capitais do amor: pecado n.1 | O que você precisa saber sobre os triangulos amorosos | O que todo homem deveria saber sobre a beleza feminina | O que os homens escondem das mulheres ao fazer sexo | O que as mulheres escondem dos homens ao fazer sexo | No mundo há pessoas e pessoas | Instinto selvagem: mulheres irresistívelmente sedutoras n.3 | Instinto selvagem: mulheres irresistívelmente sedutoras n.2 | Instinto selvagem: mulheres irresistívelmente sedutoras n.1 | Desvende a mente de uma namorada que trai | Desvende a mente de um namorado que trai | Descubra se você realmente sabe fazer sexo da forma devida | Dê uma chance ao amor | Como são os seus relacionamentos | Como fazer amizades sinceras | Amor bandido: seus prazeres e seus perigos | A mente sedutora e o dominio da vontade | A lei da atração e os seus riscos no jogo da sedução | A importância de uma boa escolha | Feminilidade e poder | Não tenha fracassos adquira experiencias | Mantenha a relação em alta | Controlando as emoções | Porque as pessoas se autosubestimam | Desprenda-se da crença dos erros e acertos | Descubra agora o seu maior inimigo no amor | Construa a sua felicidade começando hoje | Voce ama de fato ou so em pensamento? | Os prejuizos de não saber da sua importancia para os outros | Algumas dicas para voce usar a sua importancia no meio a seu favor | A importancia da dor na sua caminhada rumo a felicidade | Relacionamentos e relacionamentos | Livre para reiniciar a caminhada | Direcione a força do amor | A incrivel magica das visualizações | Enganos do coração e como acordar a tempo | Cuidado para não entrar na oficina do diabo | Cuidado com o espelho do seu futuro | As armadilhas do ego |

Novidades do Point dos Amores